LBE School    |    Aulas Particulares de Inglês    |    Depoimentos    |    Blog    |    Contato

Mitos e verdades sobre o aprendizado de inglês

  • By:Lucas
  • 0 Comment

Aprender inglês virou uma necessidade hoje em dia. Se você deseja viajar e obter boas oportunidades no mercado de trabalho, é necessário estar pelo menos familiarizado com o idioma.

Como resultado, muitas pessoas procuram cursos e estudam para melhorar sua língua.

Porém, o aprendizado de inglês ainda está envolvido em mitos que podem impedi-lo de se divertir por completo.

Dito isso, veja agora mitos e verdades sobre o aprendizado de inglês.

 

1. Mito: não sou bom com línguas estrangeiras

Isso não significa que você nunca entenderá inglês simplesmente porque não é sua língua materna.

Nosso cérebro desenvolve mapas de línguas nativas desde a infância, mas ainda pode absorver novos conhecimentos. Aprendemos coisas novas todos os dias.

Quando você aprende um novo idioma, não é diferente. Mudar sua mentalidade (a maneira como você pensa) é a melhor maneira de aprender algo novo.

 

2. Verdade: não existem soluções rápidas

A verdade é que não há soluções rápidas, truques fáceis ou métodos simples para aprender um idioma inteiro em seis semanas (ou em apenas três etapas simples).

Aprender novas línguas leva tempo! É sempre necessário treinar seu cérebro para estabelecer novas conexões entre palavras, gramática e pronúncia, e até mesmo “reaprender” um idioma requer o fortalecimento de conexões que foram perdidas anteriormente entre palavras e significados.

Certamente existem maneiras de fazer isso melhor e mais rápido, como praticar regularmente e usar seu novo idioma nas atividades diárias.

Porém, atingir níveis mais altos de proficiência requer muito tempo de prática dedicada.

É por isso que estabelecer metas pessoais de curto prazo pode ser muito motivador: você poderá ver como você está progredindo e ficar animado quando chegar ao próximo marco!

 

3. Mito: tenho vergonha de falar inglês

Você não deve se envergonhar se usar a palavra errada ou pronúncia errada.

Todas as pessoas já foram iniciantes em algum momento de sua vida!

Quando você aceita que é um aprendiz, pode ver seus erros como oportunidades de aprender, em vez de se envergonhar deles.

Ainda acha que está sendo ridículo quando usa a palavra errada?

Acredite que você está aprendendo inglês. Isso pode ser útil para aliviar a pressão.

Além disso, é uma excelente maneira de descobrir novas oportunidades de aprendizagem porque outras pessoas podem querer ajudar.

 

4. Verdade: os mais velhos também podem ser alunos de sucesso se tiverem as habilidades certas, motivação e oportunidades de interagir e usar a língua!

Embora as crianças sejam naturalmente habilidosas na aprendizagem de línguas, existem circunstâncias que podem surpreender.

É verdade que os cérebros de crianças e adultos têm diferenças, mas os adultos também enfrentam desafios.

Muitas vezes, precisam equilibrar responsabilidades profissionais e familiares, o que limita suas oportunidades de aprendizado linguístico.

Por isso, o desenvolvimento de hábitos de estudo eficazes é ainda mais crucial para os adultos.

Eles precisam encontrar maneiras de conciliar agendas agitadas e a vida cotidiana com o aprendizado contínuo. Aqui estão algumas dicas para ajudá-los nessa jornada:

  • Incorpore o novo idioma à sua rotina diária: estude no mesmo horário todos os dias, como durante o café da manhã ou antes de dormir. Isso cria consistência e ajuda a manter o foco.
  • Aproveite seus interesses e hobbies: se você gosta de música, crie uma lista de reprodução no idioma que está aprendendo. Assista a filmes, séries ou programas de TV no idioma-alvo. Isso torna o aprendizado mais divertido e relevante.
  • Estabeleça metas de curto prazo: defina objetivos específicos, como compreender alguns diálogos de um programa que você está assistindo até o final do verão. Metas alcançáveis mantêm a motivação alta.

Lembre-se de que aprender uma língua é uma jornada contínua. Com dedicação e prática consistente, os adultos também podem alcançar fluência e se comunicar com confiança.

 

5. Mito: não tenho tempo suficiente

Você já se perguntou por que algumas pessoas parecem aprender inglês mais rapidamente do que outras?

A resposta pode estar na maneira como elas gerenciam seu tempo e priorizam suas atividades.

Imagine que todos nós temos um banco de horas com 24 depósitos diários.

Essas horas são distribuídas entre trabalho, estudo, lazer e outras responsabilidades.

Quando você observa alguém progredindo rapidamente no aprendizado do inglês, é provável que essa pessoa tenha feito um investimento significativo nessa habilidade.

 

6. Verdade: antes de aprender todas as nuances da gramática, você é capaz de comunicar muito bem seu ponto de vista

O que consideramos como gramática ‘adequada’ ou ‘correta’ é resultado de políticas linguísticas e, às vezes, decisões arbitrárias tomadas ao longo dos séculos.

Além disso, a gramática descrita em livros frequentemente difere significativamente daquela usada pelas pessoas no dia a dia!

Uma boa pergunta a se fazer é: ‘Com quem desejo me comunicar?’ (ou alternativamente: ‘Para quem estou escrevendo?’).

No início, é mais importante focar em ser compreendido do que em seguir todas as regras à risca. Com o tempo e a prática, você aprimorará suas habilidades.

Essas regras de “correção” são mais relevantes quando escrevemos e-mails formais ou nos comunicamos profissionalmente no idioma.

Porém, se seu objetivo é conversar com a família, usar o idioma durante viagens ou apreciar música e filmes, concentre-se em como as pessoas realmente falam e na mensagem que deseja transmitir!

 

7. Mito: é preciso morar fora para aprender inglês

Apesar de não ser verdadeiro, esse mito é baseado em uma ideia verdadeira: estar imerso em uma língua dá mais chances de praticá-la, aprender vocabulário novo e se envolver com ela.

Contudo, isso não é suficiente. Afinal, você deve conhecer alguém que voltou para o Brasil depois de passar um tempo em um país estrangeiro sem saber falar o idioma local.

Um aprendizado melhor não é garantido viajando para um país estrangeiro, pois o esforço para aprender é mais importante do que em casa.

Além disso, você pode aprimorar seu conhecimento do idioma assistindo a aulas de conversação centradas na comunicação e assistindo a filmes, músicas e livros em inglês.

Ao combinar sua atenção e esforço com essa atividade, você aprende mais do que aqueles que viajam para outras nações sem esforço.

 

8. Verdade: mesmo depois de se tornar fluente, é preciso continuar treinando

Antes de tudo, como todos os atletas precisam treinar para manter seus melhores desempenhos, você também precisa melhorar seu inglês, idealmente treinando todas as quatro habilidades simultaneamente: leitura, audição, fala e escrita.

Como sempre haverá muitas oportunidades de praticar, isso não é um desafio.

 

9. Mito: não dá para aprender sem traduzir

Quando começamos a aprender inglês, é comum que nosso cérebro ainda esteja no modo automático do português.

Nesse estágio, traduzimos cada palavra ou frase que lemos ou ouvimos.

Porém, essa abordagem não é a mais eficaz para aprender um idioma.

Ao se esforçar para pensar diretamente em inglês e deixar de lado a tradução, aceleramos nosso aprendizado, internalizamos regras e praticamos o idioma de forma mais natural.

 

10. Verdade: estudar todos os dias é mais eficaz do que fazer um intensivo

De acordo com especialistas, a consistência é fundamental para um aprendizado eficaz e duradouro.

Estudar diariamente oferece vantagens significativas aos alunos, permitindo que assimilem gradualmente o conteúdo e fixem melhor o que aprenderam, evitando o esquecimento.

Embora um curso intensivo de inglês possa ser útil em situações específicas, como viagens ou preparação para exames, o verdadeiro aprendizado requer prática contínua. Não podemos limitá-lo a um curto período de tempo.

Por isso, é essencial que os alunos estabeleçam uma rotina diária de estudos e dediquem tempo para aprender e praticar o idioma.

Com essa abordagem consistente, eles se sentirão mais confiantes ao se comunicar em inglês, o que é fundamental para alcançar a fluência em inglês.

O que achou do conteúdo de hoje? Deixe aqui seu comentário, sugestão ou dúvida. Sua opinião é muito importante para nós!

Rate this post
Posted in: Artigos

Comments

No Responses to “Mitos e verdades sobre o aprendizado de inglês”

No comments yet.
Abrir bate-papo
Estamos online!